São Sebastião Mártir


Jovem e virgem, conhecido por sua alta posição social e militar, rapidamente
sua vida se tornou exemplo para a crescente comunidade cristã que
tomava conta do Império Romano pagão.
A imensa quantidade de brasileiros que ostenta o nome Sebastião permite imaginar o quanto aquele santo militar romano é admirado e venerado em nosso país, o que também ocorre em numerosas outras nações, especialmente do Ocidente. Crianças são batizadas com seu nome, paróquias o têm por padroeiro, igrejas o festejam como titular, bairros e cidades também a ele se viS. SEBASTIAO MARTIR.jpgnculam na devoção ao santo que é tido como padroeiro dos soldados, arqueiros e atletas, sendo muito invocado no combate às epidemias. A Cidade Maravilhosa, uma das mais conhecidas em todo o mundo, tem por nome oficial "São Sebastião do Rio de Janeiro" (assim como a importante arquidiocese ali sediada), uma homenagem ao santo cujo nome era ostentado pelo então soberano português reinante à época em que a localidade recebeu a nominação.
Quem foi, porém, São Sebastião? Os registros oficiais são escassos a seu respeito, o que não impede que dele possamos ter muitas informações que emanam da feliz e indissociável combinação entre a história e a piedade popular, e que permite retratar, ainda que não exatamente a realidade, ao menos (o que é o mais importante) o espírito da realidade com que um militar cristão, servindo no exército de um dos mais sanguinários imperadores romanos, ajudou numerosas almas a não enfraquecerem na fé, consolando-as e permitindo-lhes trilhar de cabeça erguida o caminho do Paraíso; ademais, ele próprio não deixou, no momento oportuno, de declarar-se cristão, dando o testemunho e servindo de exemplo a numerosos outros seguidores de Jesus que enfrentavam as perseguições da Era dos Mártires, como foi chamado o período de busca e morte aos fiéis conforme ordenado pelo sanguinário imperador Deocleciano.
Já antes do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo os romanos chamavam Mare Nostrum ("nosso mar") ao Mediterrâneo, uma vez que todas as terras por ele banhadas faziam parte do império. Foi em uma região costeira, na província da Gália, correspondendo à atual cidade de Narbonne (França), que Sebastião veio ao mundo. Sua família era de Milão (na atual Itália), e não era ele inclinado à carreira das armas, tendo-a seguido por causa do desejo de servir aos irmãos na fé, que sofriam as perseguições.
Sebastião desempenhou corretamente seus deveres como soldado, mas por baixo das vestes militares estava um verdadeiro cristão, e dentro de seu corpo pulsava um coração ardente de desejos de apoiar os perseguidos e ajudá-los a seguir o Divino Mestre, não só durante esta vida mas também quando se encontravam prestes a partir para a outra. Mantinha em segredo sua fé, como era comum entre os cristãos nas épocas de perseguição, pois assim podia ajudar os que dele precisavam, mas não tinha receio de perder seus bens ou sua própria vida.
Uma de suas ações apostólicas refere-se aos irmãos gêmeos Marcos e Marceliano, que haviam sido aprisionados em Roma, os quais eram visitados diariamente por Sebastião. Submetidos a chicotadas, apesar de serem membros de família de senadores, foram condenados à decapitação, tendo seus familiares obtidos do administrador romano, chamado Cromácio, um prazo para que se tentasse mudá-los quanto à opinião. Mantidos acorrentados na casa do escriba da prefeitura, Nicóstrato, eram submetidos a tentativas de convencimento por parte de seus pais, suas esposas e seus filhos ainda pequenos, além de amigos, mas quando estavam em risco de fraquejar foram as palavras de Sebastião que os reanimaram, as quais impressionou a todos que as ouviram.
Zoé, esposa de Nicóstrato, discernindo em Sebastião um homem de Deus, atirou-se aos seus pés e por gestos indicou-lhe a doença de que padecia: uma doença lhe fizera perder a capacidade de falar. Sebastião fez o sinal da cruz sobre a boca de Zoé e pediu em voz alta a Nosso Senhor Jesus Cristo que a curasse, e imediatamente ela recuperou a dicção e pôs-se a louvar aquele homem, acrescentando que acreditava em tudo o que ele acabara de dizer. Diante da cura da esposa, o próprio Nicóstrato lançou-se aos pés de Sebastião e pediu perdão por ter mantido os dois cristãos aprisionados, libertando-os em seguida e declarando que se sentiria feliz se viesse a ser aprisionado e morto em lugar deles. E os dois irmãos, naquele momento libertados, recusaram-se a abandonar a luta para a ela expor outra pessoa, firmando-se na fé ao ver a ação de Deus, que anulou todos os esforços feitos para fazê-los abandonar a Igreja, além de nela ingressarem os donos da casa em que estiveram aprisionados.
Nas horas que se seguiram, outras pessoas também abraçaram a fé cristã, sendo 68 o número de pessoas convertidas e batizadas por São Policarpo, ali chamado por Sebastião: Nicóstrato, sua esposa Zoé, toda a família de Nicóstrato, seu irmão Castor, o carcereiro Cláudio com dois filhos e sua esposa Sinforosa, o pai dos gêmeos, chamado Tranquilino, com sua esposa Márcia e seis amigos, as esposas dos gêmeos, e dezesseis outros encarcerados.
Sem saber os detalhes - pois houvera sido enganado - o prefeito de Roma, Cromácio, que havia concedido aos gêmeos o período de espera para que renunciassem à fé, chamou o pai de ambos, Tranquilino, determinando que eles oferecessem incenso aos deuses;Museu d'Art de Girona - Saint Sebastian (17th Century).jpgTranquilino então afirmou-se cristão, acrescentando que assim houvera sido curado de uma enfermidade da qual o prefeito também padecia. Cromácio disponibilizou dinheiro para conseguir a cura da enfermidade, arrancando de Tranquilino risos, tendo este assegurado que para ser curado bastaria recorrer a Cristo.
Após um instrutivo catecumenato, no qual foi explanada a superioridade da fé sobre a simples cura de sua doença, Cromácio e seu filho se tornaram também cristãos, permitindo que fossem quebradas mais de duzentas estátuas de ídolos que eram por eles adorados, bem como que fossem destruídos os instrumentos que eram utilizados para astrologia e outras práticas divinatórias. Porém não apenas aquele pai e seu filho se tornaram cristãos em sua casa, mas um total de 1.400 pessoas, incluindo escravos a quem deu a liberdade dizendo que os que passaram a ter Deus por pai não mais podiam ser escravos de um homem.
Diocleciano, tendo assumido o império romano, conservou Sebastião no posto, e lhe deu o cargo de capitão da primeira companhia de guardas pretorianos em Roma, depositando nele muita confiança.
Chegou, porém, o momento em que Sebastião afirmou-se cristão, depois de ter cuidado para que muitos trilhassem o caminho do Paraíso. Inconformado o imperador o enviou para a morte: foi preso a um tronco, e teve o corpo perfurado por flechas. Crendo-o morto, foi abandonado pelos que o supliciaram, mas uma piedosa viúva, que pretendia sepultá-lo com honras cristãs, encontrou-o vivo, tendo dele cuidado para que se recuperasse. Algum tempo depois, ei-lo apresentando-se a Diocleciano (que se surpreendeu ao vê-lo vivo), a quem censurou pela injustiça com que perseguia os cristãos, pois estes rezavam pelo império e por seus exércitos, mas eram supliciados como se fossem inimigos do estado.
O cruel imperador, obstinado em seus erros, mandou que Sebastião fosse imediatamente levado a um local próximo, onde foi morto a bordoadas. Foi sepultado na catacumba que atualmente leva seu nome, sobre a qual se ergue uma das sete principais igrejas de Roma, a Basílica de São Sebastião, na Via Appia. FONTES: Vida dos Santos, Padre Rohrbacher / Dix Mille Saints, Beneditinas de Ramsgate / Catholic of Saints, John Delaney

Papa Francisco: 2015 será ano dedicado à vida consagrada

O Papa Francisco encontrou-se na manhã desta sexta-feira, no Vaticano, com os participantes da 82ª Assembleia Geral da União dos Superiores Gerais (USG), realizada nesses dias, em Roma. Tratou-se de um encontro de três horas em que o Pontífice não proferiu um discurso preparado, mas respondeu às perguntas que lhe foram feitas. No final do encontro, onde estavam presentes 120 superiores gerais, o Papa Francisco anunciou que 2015 será o ano dedicado à vida consagrada.

O Santo Padre observou que os religiosos são chamados a seguir o Senhor de forma especial. "Eles são homens e mulheres que podem despertar o mundo. A vida consagrada é profecia", disse o Pontífice. "Deus nos pede para sair do ninho e ir para as periferias do mundo, evitando a tentação de domá-las. Esta é a maneira mais concreta de imitar o Senhor", frisou o Papa Francisco. 

Questionado sobre a situação das vocações, o Papa destacou que existem Igrejas jovens que estão dando novos frutos. "Isso obriga naturalmente a repensar a inculturação do carisma. A Igreja deve pedir perdão e olhar com vergonha para os insucessos apostólicos devido a desentendimentos neste campo, como no caso de Matteo Ricci. O diálogo intercultural deve levar-nos a introduzir no governo dos Institutos religiosos pessoas de várias culturas que expressam diferentes maneiras de viver o carisma", sublinhou ainda o Papa.

O Santo Padre insistiu muito na formação que, a seu ver, se baseia em quatro pilares: formação espiritual, intelectual, comunitária e apostólica. "É importante evitar todas as formas de hipocrisia e clericalismo através de um diálogo franco e aberto sobre todos os aspectos da vida", destacou. 

"A formação é uma obra artesanal e não policial. O objectivo é formar religiosos que tenham um coração tenro e não azedo como o vinagre. Somos todos pecadores, mas não corruptos. Aceitamos os pecadores, mas não os corruptos", sublinhou o Pontífice.

Respondendo a uma pergunta sobre a fraternidade, o Papa disse que ela tem uma enorme força de atracção. "Pressupõe a aceitação das diferenças e conflitos. Às vezes é difícil vivê-la, mas se não a vivemos, não somos fecundos", disse.

O Santo Padre frisou que as realidades de exclusão são prioridades e se deteve sobre os desafios culturais e educacionais nas escolas e universidades. O Papa identificou três pilares da educação: transmitir conhecimento, transmitir formas de fazer as coisas e transmitir valores. "Através deles se transmite a fé. O educador deve estar à altura das pessoas que educa e se perguntar como anunciar Jesus Cristo a uma geração que muda." E, concluindo, o Papa disse aos religiosos: "Obrigado pelo testemunho e humilhações pelas quais devem passar". 

E com pesar, que venho através deste comunicado, convidar Todas as pastorais e movimento da paroquia de Nossa Senhora das Mercês e todo o povo em geral para se fazerem presentes a missa de corpo presente a alma de Maria do Socorro Teixeira (Dona Dedé),a missa acontecerá na sua residência amanhã as 8h30 na rua Samuel Furtado, também convidos a todos para se fazerem presentes ao seu sepultamento amanhã as 10h da manha que sairá da sua residência mencionada a cima



OBS: As Pastorais, por favor, irem com suas camisas 



Cordialmente:Pe. Luciano Guedes




Festa de Nossa Senhora Das Mercês Cuité-Paraíba
                           15 a 24 de Setembro de 2013
Irmãos e irmãs,
                       Celebramos a Virgem Maria nossa querida mãe. Em Maria, proclamamos ainda mais a bondade infinita de Deus que fez nela grandes coisas, dando-nos o salvador da humanidade.
Neste Ano da Fé, queremos renovar nosso “Sim” a Deus como fez Maria. Renovada Fé para seguir o caminho de Cristo, nosso Senhor:
Convido a todos os paroquianos e amigos desta terra, para vivermos unidos esta desejada celebração. Sejam todos bem-vindos!



Fraternalmente,
Pe. Luciano Guedes da Silva
                   Pároco

                      Programação Religiosa

Domingo-15/set.

Celebração de Abertura
Caminhada com Nossa Senhora
(Imagem de N. Sra. Das Mercês Hospital Municipal )-18h00
Hasteamento da Bandeira/Filarmônica
Santa missa-19h30
Dedicação: Profissionais da Saúde Pública
Equipe da Liturgia: Centro
Celebrante: Pe. Luciano Guedes da Silva-Pároco

Segunda-Feira-16/set.

Celebração dedicada aos Agricultores
Missa dos Feirantes-10h
Equipe da Liturgia: Setores rurais
Celebrante: Pe. Luciano Guedes da Silva-Pároco

Noite dedicada às vocações Sacerdotais, Leigas e Religiosas
Santa Missa
-19h30
Equipe da Liturgia: Apostolado da Oração
Celebrante: Pe. Márcio Henrique Mendes Fernandes-Vigário Geral/Pároco da Catedral

Terça-Feira-17/Set.

Noite dedicada às Famílias e aos Jovens
Santa Missa-19h30
Equipe da Liturgia: ECC e Pastoral da Crisma
Celebrante: Pe.Hebert Pereira Guedes-Monteiro/PB

Quarta-Feira-18/set.

Noite dedicada à Educação e aos Poderes Púbicos da Cidade
Santa Missa-19h30
Equipe da Liturgia: São Francisco
Celebrante: Pe. Edjamir Silva Souza-Barra De Santa Rosa/PB

Quinta-Feira-19/set.

Noite dedicada aos Dizimistas
Santa Missa-19h30
Equipe da Liturgia: Pastoral do Dízimo
Celebrante: Pe. Antônio Anchieta Cordeiro-Nova Floresta/PB

Sexta-Feira-20/set.

Noite dedicada aos Artesãos, Artistas e comerciantes
Santa Missa-19h30
Equipe da liturgia: N. Sra. da Conceição
Celebrante: Pe. Saulo Rodrigues Pinto-Picuí/PB

Sábado-21/set.

Missa Do Vaqueiro-07h3
Local: Mirante do Olho d’Agua da Bica
Celebrante: Pe. Luciano Guedes Da Silva-Pároco.

Noite dedicada aos filhos da terra/ausentes.
Santa Missa-19h30
Equipe da Liturgia: N. Sra. Das Graças
Celebrante: Pe. Josandro José Macedo Félix-Areia/PB

Domingo-22/Set.

Celebração Dedicada ás Crianças e Idosos Da Comunidade.
Santa Missa-09h
Equipe Da Liturgia: Santo Antônio e Grupo dos Catequistas
Celebrante: Pe. Luciano Guedes da Silva- Pároco

Segunda-Feira-23/Set.

Celebração dedicada aos Doentes
Santa Missa-10h
Equipe da Liturgia: Ministros da Comunhão Eucarística
Celebrante: Pe. João Afonso Silva- Alagoa nova/PB

Noite Dedicada ás comunidades Urbanas e aos Missionários
Santa Missa
:-19h30
Equipe da Liturgia: São José Tambor e Santa Terezinha.
Celebrante: Pe. Haroldo Andrade Silva- Sumé/PB

Terça Feira-24/Set.

Solenidade de Nossa Senhora
Santa Missa
-09h
Equipe da Liturgia:Coordenação da Liturgia/Festa
Celebrante: Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz-Bispo Diocesano
Procissão e Encerramento-16h


Programação Cultural

Semana da Familia

Nesta Sexta-Feira (16) Aconteceu mais um encontro da Semana a Família onde mais uma vez foi acompanhado por várias pessoas , a  coordenação ficou por conta do Dizimo,Centro,São Francisco e São José
e a animação ficou com o coral missionário dos 72 discípulos  hoje o casal do testemunho foram, o senhor Luiz Miranda, e a senhor Graça Miranda,que falar dos quase 50 anos de casado e a importância dos pais educarem os filhos,e a senhora Marineide(Dinha) que falou o como e bom ser avó, nos fim dos encontro o pároco Pe.Luciano Guedes deu a benção aos avós e para todos os que estavam presentes, os encontro continuam ate Sábado (17) está acontecendo no salão Manuel Honório da Costa (Salão paroquial dos 72 discípulos) próximo a Matriz de Nossa Senhora Das Merces. (Segue abaixo fotos)






















Semana da Família

Nesta ultima terça-feira(13), aconteceu em nossa Paroquia a abertura da semana da família, onde teve a participação de varias pessoas, a animação e coordenação do encontro ficou por conta do Apostolado da Oração,Comunidade Nossa Senhora Das Graças,Pastoral da Família e Eucaristia, onde teve um testemunho dos senhores Gentil Silva e sua esposa Nalva Silva que faram da importância da igreja na família os encontro continuam ate Sábado (17) está acontecendo no salão Manuel Honório da Costa (Salão paroquial dos 72 discípulos) próximo a Matriz de Nossa Senhora Das Merces. (Segue abaixo fotos)
















                                                           Padre
Foi Deus quem te deu a graça de seres quem és, tens o dom do serviço, da doação, da  compaixão e do amor, dedicas teu tempo a apascentar o teu rebanho, preocupas com cada uma de tuas ovelhas,por inúmeras vezes, esquece-te dos teus problemas.

Inquietando-te com os problemas dos outros, és presença na vida de muitas pessoas, mas, se porventura te surgem momentos de solidão, faltam-te ouvidos e ombros para tos teus desabafos.

És tão dedicado, que por diversas circunstâncias nem enxergam em ti o humano que és, provido de sentimentos e emoções, mesmo assim, amas a missão que te foi confiada.

Tuas obras concorrem para a construção do Reino de Deus , tua existência faz toda a diferença no mundo!.

No mês das vocações, queremos parabenizar a todos os padres (em especial a você) que se dedicam com 
amor e fidelidade á vocação, que Deus lhes confiou. Em nossas orações, pedimos para que o Senhor sempre guie os seus passos em tão linda e santa missão.

Parabéns Padre Luciano




Feliz dia do Padre 04/08/2013